Pular a navegação e ir direto para o conteúdo

Home » Grupos Voluntários

Grupos Voluntários

ASSOCIAÇÃO DE VOLUNTÁRIAS “MAMÃE BEBÊ”

Sensibilizadas com o fechamento da Maternidade do hospital mais antigo do Sul do Estado, um grupo de senhoras, reunidas em 29/08/05, resolveu abraçar a causa de lutar pela sua reabertura, a fim de que os bebês lagunenses pudessem voltar a nascer em sua terra natal e não mais nas cidades circunvizinhas. Foi criada, então, a Associação de Voluntárias “Mamãe Bebê”, também com os objetivos de incentivar o aleitamento materno, humanizar a assistência prestada pela Maternidade e auxiliar na busca do título “Hospital Amigo da Criança”.

A primeira diretoria era formada pelas seguintes componentes: Sônia Bernadete de Souza Zanini (presidente), Bianca de Oliveira Vieira (vice), Maria Salomé da Silva Rosa (1ª. secretária), Adir Chede (2ª. secretária), Maria Águeda Barreto Spillere da Silva (1ª. tesoureira), Tatiane Yara Odebrecht (2ª. tesoureira) e Lenira Amboni Nicollazzi (diretora social). O primeiro conselho fiscal, por sua vez, tinha como membros: Marilande Corrêa Felício, Lucy T. Hess e Lorenci Padilha (titulares) e Jadna Heleodoro de Souza, Jane Elias Speck e Maria da Penha S. Pinho (suplentes).

Em 20/02/06, a Maternidade foi reaberta, marcando a volta da auto-estima de lagunenses e lagunistas. Em 05/10/07, graças a recursos provenientes do Governo do Estado, foi inaugurada a reforma da Maternidade que, a pedido da associação, passou a ser chamada de “Maternidade Ludinira da Fonseca Carneiro”, numa merecida homenagem a essa grande mulher, mãe, avó e cidadã lagunense.

A partir da reforma, o setor vem passando por diversas melhorias, graças ao empenho da associação: humanização de todos os ambientes, a começar pela sala de estar, roupas de cama personalizadas e disponibilização de poltronas para acompanhantes. As paredes foram pintadas de verde-água e, diariamente, as voluntárias visitam mães e bebês. Durante as visitas, são reforçadas orientações sobre as vantagens do aleitamento materno, vacinação, teste do pezinho, higiene e também para saber como a puérpera está sendo atendida. Além disso, são distribuídos enxovais às gestantes carentes.

Foi a Associação de Voluntárias “Mamãe Bebê” quem assegurou, durante alguns anos, a presença do pediatra em sala de parto, a partir de agosto de 2007, graças à remuneração do sobreaviso médico 24 horas. Em 2008, a associação doou à Maternidade dois aspiradores e vinte e cinco cobertores. Em 2009, fez a entrega de vinte edredons e de um oftalmoscópio, aparelho que permite a realização do teste do olhinho, que detecta precocemente deficiências visuais no bebê. Além disso, a associação doou ao Hospital um veículo Versailles, que havia recebido da CASAN, que muito está beneficiando os serviços prestados pela instituição.

Em 2010, doou o equipamento que permite a realização do Teste da Orelhinha, capaz de identificar precocemente deficiências auditivas nos recém-nascidos. Os exames são realizados pela fonoaudióloga Maricélia Brito, em parceria com a Secretaria Municipal de Saúde, no Centro de Diagnóstico Especializado “Dr. Aurélio Pinho Rótolo”.

Nos anos seguintes, outras doações aconteceram, tais como: microcomputador, geladeira para a Sala de Vacinação, equipamentos para a Sala de Parto e Centro Cirúrgico, entre outros.

A associação é uma das promotoras dos cursos para gestantes realizados anualmente, em parceria com o Hospital e o SESC. Além disso, já promoveu diversos cafés coloniais, pedágio e outras promoções, com o objetivo de angariar recursos para suas nobres atividades.

Em 05/12/07, a associação, através da sua presidente, Sônia Bernadete de Souza Zanini, recebeu, no Teatro Álvaro de Carvalho, em Florianpólis, o Prêmio Exemplo Voluntário, graças ao excelente trabalho que vem desenvolvendo. Este prêmio é promovido pela Fundação Maurício Sirotsky Sobrinho, SESC, Secretaria de Estado da Educação e Instituto Voluntários em Ação.

GRUPOS RELIGIOSOS QUE VISITAM O HOSPITAL

- Os padres da Paróquia Santo Antônio dos Anjos distribuem a comunhão aos doentes, todas as 4as. feiras, à tarde, acompanhados das Samaritanas.

Representantes da Congregação Cristã do Brasil, Assembleia de Deus e Centro Espírita “Seara dos Pobres” também visitam os doentes do Hospital, com o objetivo de trazer-lhes conforto espiritual.

GRUPO VIDA E ARTE

Nasceu no Atelier de Pintura de Glaci Silva, surgido da idéia vinda da aluna Maria do Céu Biss, em função da grande afinidade, amizade e entendimento existente no grupo. Por que não aproveitar esse potencial e se dedicar também a uma causa em benefício do próximo? O Grupo vibrou com a idéia e outras pessoas, mesmo não pertencendo ao atelier, vieram fazer parte do Grupo. Pensou-se em diversas possibilidades de atuação, porque trabalho é que não falta, tem muita gente carecendo de ajuda. Então, foi sugerido o Hospital da Laguna e, de imediato, aquelas senhoras foram procurar sua Presidente Sra. Regina Ramos dos Santos, que as recebeu com muito carinho e, aceitando sua ajuda, falou das necessidades da Farmácia do Hospital. O desafio foi aceito e a causa abraçada com muita vontade e amor no coração. Após muito trabalho, a meta foi atingida. Este foi o primeiro grande desafio, mas o Grupo sabe que ainda terá muita coisa pela frente, pois seu objetivo é continuar trabalhando. “É muito gratificante saber que estamos, de alguma forma, colaborando para amenizar um pouco as necessidades do nosso próximo”, disse a Sra. Glaci Silva.

Desde então, o grupo realiza anualmente brechó e almoço beneficentes, com o objetivo de angariar fundos que lhe permitam ajudar o Hospital. Graças a isso, as voluntárias puderam doar à instituição roupas de cama, armários para as alas psiquiátricas, macas, lixeiras, poltronas, cadeiras de rodas e outros equipamentos para higiene e conforto dos pacientes.

A partir do ano 2012, o Grupo Vida e Arte do Atelier de Pintura Glaci Silva resolveu adotar as alas psiquiátricas do Hospital da Laguna.

Integrantes do Grupo Vida e Arte: Glaci Silva – Presidente; Alvani Borges; Andréia Prates Pacheco Luckina; Cleusa Lottin; Cleusa da Silva Freitas; Edith Machado; Fernanda Gauer Ferreira; Fernanda Flora; Gizilane Barbosa Mafra; Gladis Guedes; Glaci M. da Silva; Marli Quintana Plentz; Maria da Glória Matos Silva; Maria do Céu Biss; Regina Rheingantz da Cunha; Rosane Kfouri; Soraia da Silva F. dos Santos; Simone da Rosa Tasso; Terezinha T. Alberton; Vera Lúcia Ferreira Thiesen; Valcíria Pacheco de Souza; e Zulma Delgado.

Grupo de Canto “Paz e Bem”

Formado por funcionários e amigos do Hospital da Laguna, o Grupo de Canto “Paz e Bem” foi criado em dezembro/11 para abrilhantar as novenas em louvor a São Francisco de Assis, as quais são realizadas nas segundas 2as. feiras do mês, às 14:00 horas, na Capela do Senhor dos Passos, sob a coordenação do Sr. Jairo Barcelos.

Sorriso Espontâneo da Turma de Amigos - SETA

Em abril/14, por iniciativa do assistente social Jorge Luiz de Oliveira, um novo grupo voluntário surgiu no Hospital - o SETA -, que quer dizer Sorriso Espontâneo da Turma de Amigos. Formado por funcionários do Hospital, sua missão é promover a alegria entre pacientes e profissionais, através da realização de diversas atividades de lazer e confraternização.

Grupo Alcoólicos Anônimos

O Grupo Alcoólicos Anônimos do Centro da cidade realiza trabalho junto aos pacientes da Ala de Tratamento de Dependência Química São Vicente de Paulo, praticamente desde sua fundação.

Grupo Plantão da Alegria

Formado por jovens residentes no município de Tubarão, o grupo visita os doentes, acompanhantes e profissionais do Hospital da Laguna quinzenalmente, nas tardes de sábado, trazendo-lhes música, alegria, mas, sobretudo, muito carinho.

GRUPOS RELIGIOSOS QUE VISITAM O HOSPITAL

Os padres das Paróquia Santo Antônio dos Anjos e Magalhães distribuem a comunhão aos doentes, todas as 4as. feiras, à tarde, acompanhados das Samaritanas.

Representantes da Congregação Cristã do Brasil, Assembleia de Deus e Centro Espírita “Seara dos Pobres” também visitam os doentes do Hospital, com o objetivo de trazer-lhes conforto espiritual.